Times de Futebol
Série A
Série B
Europa
Categorias
Selecione a Categoria
Q que acontece no seu corpo quando você toma Coca-Cola?

O que acontece no seu corpo quando você toma Coca-Cola?

Screenshot_3A Coca-Cola é uma das bebidas mais consumidas no mundo e isso não há como negar. Mas você sabe como essa “senhora” de quase 130 anos age dentro do seu corpo?

O ex-farmacêutico Niraj Naik escreveu um artigo em que mostra os efeitos de ingerir Coca-Cola. Ele estava intrigado em como que pessoas que tentavam manter hábitos saudáveis continuavam ganhando “gordura”. Naik acredita que não é apena a gordura que você consome que te faz engordar: a frutose sob a forma de xarope de milho está diretamente ligada a várias doenças. A frutose é encontrada em diversos alimentos, principalmente fast foods e refrigerantes.

Por que parou? Parou, por quê?

Também existe a frutose “diet”, com um “baixo valor de gordura”. Muitos produtos que prometem ser lights possuem essa substância como forma de “mascarar” o sabor ruim de sua falta de gordura.

A diferença entre a frutose e a glicose é que a segunda “avisa” a hora de parar de consumi-la. Como a frutose não tem essa característica, dificilmente seu corpo se sente cansado de ingeri-la, apesar de que ela pode ser bem prejudicial se for consumida em excesso. Além disso, a frutose é metabolizada apenas no fígado, da mesma forma que o álcool. Isso faz seu órgão se confundir, liberando altas doses de gordura prejudicial em seu corpo.

A frutose, encontrada nos refrigerantes, é metabolizada apenas no fígado – igualzinho o álcool

“Mas a frutose, como o próprio nome diz, é encontrada em abundância nas frutas. Faz mal comer frutas?”. A natureza é mágica em sua essência: apesar da frutose realmente ser encontrada em diversas frutas, esses mesmos alimentos possuem fibras que impedem que nosso organismo absorva em excesso essa substância.

Niraj Naik também fez um esquema de como a Coca-Cola – ou qualquer outro refrigerante à base de cafeína – age em seu corpo nos primeiros 60 minutos de ingestão de uma lata (350 ml) do produto. Confira:

1. Primeiros 10 minutos

Você ingere aproximadamente 10 colheres de chá de açúcar, o que equivale a 100% da quantidade diária recomendada pelos nutricionistas. Inclusive, você só não vomita todo esse açúcar porque o ácido fosfórico mascara o seu sabor.

2. 20 minutos

Uma explosão de insulina atinge seu corpo, pois nesse momento acontece o pico de açúcar em sua corrente sanguínea. O seu fígado tenta transformar toda essa quantidade em gordura.

3. 40 minutos

A absorção da cafeína está completa. Com isso, suas pupilas se dilatam, sua pressão arterial sobe e os receptores de adenosina de seu cérebro são bloqueados, o que impede que você tenha sono.

4. 45 minutos

O pulo do gato está aqui: é neste momento que seu corpo aumenta a produção de dopamina, o que estimula os centros de prazer do seu cérebro.

5. Até 60 minutos – parte 1

O ácido fosfórico “prende” o cálcio, o magnésio e o zinco no seu intestino grosso, provocando um aumento em seu metabolismo.

6. Até 60 minutos – parte 2

Começa a função diurética da cafeína, fazendo você realmente ter vontade de fazer xixi. Você também vai eliminar o cálcio, o magnésio e o zinco que deveriam ir para seus ossos, junto com água e sódio.

7. 60 minutos

Nessa altura do campeonato, você vai ter eliminado toda a água que ingeriu com a Coca-Cola e começa a ter um “choque de açúcar”. Você pode se tornar mais lento e mais irritado.

Apesar de tudo, refrigerantes são muito refrescantes

Sabemos que isso não vai impedir ninguém de tomar refrigerantes e nem é esta a intenção do artigo – afinal, um copo de Coca-Cola pode ser muitíssimo refrescante. O ideal, assim como tudo na vida, é ter moderação naquilo que você ingere. Afinal, o ditado que fala que “você é aquilo que você come” realmente tem lógica.

Publicidade
Publicidade
Loading...
Nossos Parceiros